Mangá B Gata H Kei Capítulo 184 a 186

______ Capitulo 184______

Depois do desastre no motel, Yamada vagueia sem rumo pelas ruas da vida ela não consegue entender por que Kosuda não teve uma ereção, ela começa a pensar que foi rejeitada e não sabe o que fazer. Yamada chega a pensar em desistir do Kosuda, mas que não pode dizer o porquê de ter escolhido ele para ser seu primeiro. Por outro lado, ela imagina que eles poderiam ter um daqueles encontros romântico por isso que não rolou nada.

#YAMADA.: Nós poderiamos ir em um parque de diversões? E nós poderiamos ir na montanha russa e na casa assombrada…
” Vamos lá, você é um cara!”
#KOSUDA.: Num lugar como esse?
#YAMADA.: Ninguém nos verá, está escuro. Não, não posso pensar em sexo. nós poderiamos ir assistir um filme ou algo assim. mas não, você pode fazer sexo lá, também. Amor platônico é tão difícil! como diabos isso funciona?

Já Kosuda ficou completamente… eu nem tenho palavras para descrever como ele ficou hahahahah, mas posso dizer que ele ficou muito mal! Ele se menospreza como sempre, reflete que Yamada sempre toma iniciativa das coisas e quando ele tem a oportunidade de mostrar iniciativa também falha (triste). Concidentemente Kosuda encontra suas colegas de turma, mas fica boiando na conversa delas totalmente voltado para os seus pensamentos.

“Isto é o fim…”
#KOSUDA.: Não! eu não posso pensar assim!
#MISATO.: Ahh, eu tôcom fome!
#KOBAYASHI.: Por que o Kosuda tá aqui?
#SAKAI.: O que aconteceu com o flerte?
#KATASE.: Eu deveria pedir massa?
#KOBAYASHI.: Nós não saimos para flertar!
#KOSUDA.: Mas, eu…
#MISATO.: Não aja assim, você nem mesmo tem dinheiro. Não seja obstinado.
#KATASE.: Enfim, por que vocês garotas querem caras mesmo?
#KOBAYASHI.: huh?
#KATASE.: Vocês acham que a vida ficará melhor com um namorado? O que você acha Kosuda?
#KOSUDA.: huh…
#KATASE.: Um cara como você poderia preencher todas as espectativas de uma garota, sonhos, e desejos?
#MISATO.: Oh! você fez ele chorar! você fez ele chorar!
#KATASE.: huh? Sério?

Yamada acaba encontrando a professora Akai, a professora percebe que Yamada está triste e pergunta o que houve, porém Yamada fica bastante relutante em contar sobre sua situação constrangedora, mas Akai consegue adivinhar facilmente.

_____Capítulo 185_____

Dando continuidade ao capítulo anterior, Akai sensei convida Yamada para entrar em sua casa. Após analisar o ambiente e perceber que professores tem seu próprios problemas pergunta se a professora tem namorado, que reponde que está bastante ocupada com o trabalho mas que no passado já teve alguns casos, porém no mangá é mostrado que a história é muito mais triste do que Yamada pensa ( vai ficar para uma outra postagem). Yamada, embora receosa, diz que está com problemas com o namorado.

#AKAI.: Quem é seu parceiro? se eu não me engano, você e o Kosuda estão tipo um casal desde que ele se confessou pra você. ele não se confessou na frente de todo mundo? e eu vi vocês juntos no armazem no festival de esportes…mas não acho que seu problema esteja relaconado a ele .
#YAMADA.: Ela esta dizendo isso apenas porque veio à mente? ou ela sabe a verdade??

Perdida nos seus pensamentos, bem doidos, demonstra para a professora que a coisa é bem séria, então ela se mostra disposta a ouvir o que sua aluna tem a dizer. Embora Yamada esteja comovida com as palavras da professora ela ainda não tem coragem para se abrir.

Já com o Kosuda as coisas se tornam, mas complicadas pois como sempre elas estão falando coisas horríveis na cara dele, como “você não tem culpa de ter nascido um perdedor” etc. (garotas chatas, perdedoras são elas que saem pra caçar macho, mas ninguém que elas hahahah). Quando Kosuda diz que está com problemas com a namoradas elas ficam horrorizadas (otárias hhaha).

#MENINAS.: Quem você não pode recompençar? Namorada? Kosuda você tem uma namorada?
#KOBAYASHI.: Por que o Kosuda tem uma namorada enquanto eu estou só!? é realmente uma garota? ela não é um peronagem de anime, ela é?
#SAKAI.: Kobayashi, não se empolgue.

_____Capítulo 186_____

Voltando para Yamada… A professora pede para que Yamada especifique quais os problemas dela e do namorado e diz que ela não precisa ter medo, pois como professora ela esta ali para ajudar. Yamada pergunta se pode perguntar qualquer coisa, e a professora diz “qualquer coisa” (eco)…

#AKAI.: Minha… Minha… primeira vez!? Por que você está perguntando? o que isso tem a ver com você? você ja está fazendo aquilo…
#YAMADA.: Eu não… mas para referência…
#AKAI.: Referência!? como voce poderia falar ara uma professora…
#YAMADA.: desculpa, afinal, eu estou apenas incomodando você.
#AKAI.: Eu só queria ganhar respeito como uma professora confiável. ah… es…pere.

Akai pirou mesmo hahahahah, com muita vergonha  a professora resolve falar sobre a sua primeira vez, porém é interrompida por outra professora de Yamada, só que para o azar de Akai sensei, a professora retoma o tópico da conversa, mas desenrolada que Akai ela tenta compreender como Yamada está se sentindo. Mas de alguma forma o foco da conversa se volta para Akai haha, e quando Yamada percebe que tem isso em comum com Akai ela fica doida (por certo está confundindo-a com Takeshita hahahahah)

#YAMADA.: foi uma falha? o que exatamente aconteceu? porque não foi bem?
#AKAI.: Por que você está tão curiosa?
#PROFESSORA.: algo de errado com o Kosuda?
#AKAI.: e..bem… é muito mais difícil do que você pensa. ao lado do amor, você tem que atender a várias condições.
#YAMADA.: como o quê!? você não é uma professora de educação física? me diga! eh… Poderia ser… que seu namorado era virgem e não pôde ter uma ereção?
#AKAI.: Como você sabia?
#PROFESSORA.: Então o Kosuda era virgem…
#YAMADA.: ah… tão familiar… ela é como eu!

Algumas observações sobre o capítulo

  1. Gente estamos conhecendo mais um personagem que até então aparentava ser uma simples figurante, Akai sensei. Nesse capítulo vimos que ela tem muito mais em comum com a Yamada do que parece. Na próxima postagem eu irei me aprofundar mais nisso.
  2. Eu odeio as atitudes das colegas do Kosuda com o coitado, tão superficiais e idiotas que não conseguem ver o que o amigo está passando e quando ele tenta se abrir para ela, não tem apoio ou conselhos, da mesma forma os seus amigos, triste!!

Bye Bye (^.^)/

🍒🍒🍒🍒🍒🍒🍒🍒🍒🍒🍒🍒🍒🍒🍒🍒🍒🍒🍒🍒🍒🍒🍒🍒🍒

Autor: Jessy

Meu nome é Jessyca Oliveira, tenho 19 anos, atualmente curso Letras-inglês pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte. As pessoas dizem que eu sou doidinha, mas para mim eu sou apenas eu mesma. Eu sou bastante curiosa e sempre estou em busca de novos conhecimentos e hobbies, por isso acabo aprendendo muito sozinha, isso é bom!! Por outro lado eu costumo não levar muitas coisas adiante, pois sempre estou mudando, gostando de novas coisas e deixando algumas coisas que eu gostava de lado. Isso é triste, você me entende?! A inconstância é parte da minha personalidade e eu gosto de deixar as coisas fluirem, não gosto de me forçar a nada. Nem vou citar meus gostos aqui pois acho que da próxima vez que olhar pra essa descrição eu vou ter mudado de novo hahaha, inclusive eu sempre estou mudando essa descrição!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s